sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Amar e não ser amado

É complicado quando se ama alguém e não é possível ver esse amor realizado.
É uma dor tão grande que fica até difícil respirar.
Um mal que parece que não tem cura!
Ultimamente tenho sofrido de uma dor de cotovelo terrível, e tudo isso porque quem eu amo não me quer!
Na minha vida esse é o resumo da minha historia amorosa. É sempre aquele lance de eu amar "fulano" que ama "siclana" que nem sabe quem é "beltrano"... engraçado, mas trágico. Pior de tudo que geralmente sou a confidente do rapaz que suspira pela beldade que eu odeio.

Saber que quem amamos suspira por outra é a pior das sensações que já experimentei.
É um misto de raiva, tristeza, desgosto... tanta coisa que não faz o menor sentido.
Enfim, amar e não ser amado além de horrível é capaz de nos levar a loucura.
São tantas fantasia que esperamos que um dia se realiza que passamos a viver nesse plano fictício. Um amor que chega até a ser destrutivo e obsessivo se não formos capaz de racionalizar.
Sei que amor é tudo menos racional, mas a prudência em alguns momentos deve ser ouvida. E embora a loucura plane quando somos rejeitados, não devemos escutar os conselhos do capetinha que sentado ao nosso ombro nos instiga a realizar as loucuras mais insanas e comprometedoras.
Amar e não ser amado é complicado, mas pior mesmo é não conseguir se desvencilhar dessa louca obsessão que vem com a rejeição.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR