quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Primeiro Amor

Aquele pulsar no coração.
As mãos tremendo, e o corpo oscilando entre o calor e aquele friozinho.
A respiração disparando. O diafragma em um compasso alucinante.
E tudo isso porquê ele passou ao seu lado.
Aquele perfume dele invadindo suas narinas, e definitivamente impregnando seu corpo com o desejo de toca-lo!
Ah, se ele soubesse que emoções causa em você... Se ele soubesse que você está apaixonada!
Ele é seu primeiro amor. Único! Intocável! Maravilhoso!
Ele habita seus sonhos, domina suas horas, encanta seu corpo. É seu primeiro amor, e com sorte, será seu primeiro homem.
Ora, é o seu primeiro amor. O inesquecível!

Dizem que nunca esquecemos o primeiro amor. Imagino o por que.
O que sentimos quando reconhecemos o nosso primeiro é uma verdadeira avalanche, uma montanha russa de emoções. E é justamente por isso que é tão difícil esquece-lo, temos sempre que reservar um espaço na nossa memoria para relembrar de tudo aquilo.
O primeiro sempre será o parâmetro para os demais.
Ele é tudo! É o primeiro. E embora muita gente diga que já superou a ausência daquele romance passado, é inegável, que é o único.
Só é possível amar um! Não cabe mais de um amor na vida.
O primeiro amor é eterno, nós apenas dizemos que amamos mais aquele que está ao nosso lado pelo simples motivo de não conseguirmos manter nossos romances juvenis pro resto da vida!

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR