segunda-feira, 24 de março de 2008

Primeiro Amor

E aquele que era apenas amigo transformou-se em algo mais.

Todo o afeto e carinho cresceram e brotaram em paixão.

A amizade evoluiu e conquistou um romance.

O desejo pelo corpo.

O desejo pelo cheiro.

O desejo pelo homem.

Tudo tão vivido e real.

Nascido de uma amizade eterna essa paixão pelo primeiro amor sagrou-se amor verdadeiro.

Sagrou-se o único amor.

Alçada ao ponto mais alto da relação aquela emoção foi cultivada por breve oito meses.

As experimentações daqueles dois corpos, as sensações, os desejos, a luxuria, não resistiram aos ciúmes de uma vida.

E do primeiro amor restou apenas uma saudade viciante.

Restou apenas uma gratidão afetuosa daquela amizade anterior.

Daquele primeiro amor restou apenas uma pequena esperança de que a emoção era de verdade.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR