segunda-feira, 23 de junho de 2008

Meia verde

Deitados na cama. Em silencio. Dividindo as vontades e as emoções em uma manhã de domingo gelada.
Ela procurava o corpo e ele lhe dava o braço, o peito. Trocavam calor. Trocavam confidencias.

Nos últimos minutos daquela manhã preguiçosa ele interrompeu o silencio e disparou a pergunta
:
-E essa meia verde que você saiu caçando ontem à noite, que tem de tão especial? Não podia ser aquela branca ali jogada no chão?

-Não. Tinha que ser essa verde! Eu disse pra você ontem! E não venha rir de novo... Pará!

Ele riu.
Ela riu. Ele a beijou. Apertou-a no seu corpo. E ficaram assim até não poderem mais...quando o domingo já acabava.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR