segunda-feira, 7 de julho de 2008

Desfecho alternativo

Quero minha fuga desse cubículo lotado de pessoas viciadas em vontades burguesas.
Quero seguir por novos caminhos, novas rua, rodovias, outros cantos, outras cidades.

Quero sentir a chuva. Perder a visibilidade. Sentir o medo. Tremer com a ansiedade.

Correr sem planejar. O improviso. Sem arrependimento. Sem retorno.

Se não há possibilidade de consertar erros irreparáveis a alternativa é improvisar um desfecho fictício. Talvez compor uma narrativa colorida com um final alternativo que inflija menos dor.

Não importa o destino. Apenas que contenha um trajeto vazio das velhas interferências e dos velhos vícios.


Um comentário:

  1. Olá, obrigado pelo comentário.
    Bem bacana seu blog. Super leve...
    Adoro blog assim: leve.
    Teve um texto seu que adorei, é o tal do "se você soubesse, teria respeito".
    Enfim,
    abraços

    ResponderExcluir

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR