domingo, 21 de setembro de 2008

Dessa vez vou ariscar

Então que conheci uma pessoa nova... Vocês diriam: Ótimo! 
Mas não é assim tão fácil. Minha mente não é tão fácil!
Eu o provoco, e ele me provoca. Estamos e ficamos nessa há semanas. Eu gosto dessa provocação. E aparentemente ele também. No entanto, por mais que eu tenha adorado esse corre corre uma parte da minha cabecinha doente fica constantemente me lembrando: ele não é o outro!
Parece que um novo ser, um ser disposto a boicotar essa propensa e futura relação tem feito vigília no meu pensamento. Como se me dissesse: não vale a pena se arriscar quando o que você quer é o outro! E se ele decide voltar e encontra outro no seu lugar? Imaginou o que você faria se isso acontecesse?
É por esses diálogos insanos que retrocedo todas as vezes e me escondo. Só que dessa vez a minha vontade é contrariar toda a minha essência e arriscar. A vontade é sair do lugar e experimentar a novidade de outro corpo. Dessa vez, eu vou alem da minha personalidade.

2 comentários:

  1. Pra mim, nada substitui a presença...
    se o outro voltar e entender isso, ótimo... senão... porque foi então?... Já jurei que nunca mais iria deixar "o que está por vir" influenciar as minhas escolhas do "agora"!

    O que não é palpável, não existe!

    ResponderExcluir

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR