quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Penso demais

Não sei como posso ter resistido há todos esses anos sem sua presença. É difícil transformar minha dor pela sua ausência em palavras compreensíveis se até eu, em meus melhores dias, não entendo como tudo se deu daquela forma. Eu sei o vácuo que fica aqui rondando meu peito, mas não sei como tudo aconteceu. Foi tão de repente...foi tudo tão rápido que nem tempo de respirar eu tinha.
Durante a noite troco o descanso pela tentativa de compreender. Me lembro daquelas palavras secas, mas não o que as desencadeou. Meu sono cede a vez à aceleração dos pensamentos, e flashes de nós dois, dos amigos, as falações, os barulhos ficam passeando pelo quarto. E a despedida quando te deixei na porta da casa, o beijo que ganhei no rosto, o rastro que o seu perfume deixou no carro, e foi o fim. Revivo todas as noites esses instantes, sempre perdida naquelas lembranças, tentando construir diálogos e toques que justifiquem no desaguar daquela idéia de fim.
Passaram-se anos. E eu sempre convivendo com essa dor. Essa ausência sem esperança. Sempre tentando encontrar um outro alguém que alivie esse peso de tristeza. Mas nada. Não encontro resposta. Não entendo porque sumiu se me prometeu amizade. Não entendo a razão desse abandono eterno. Não entendo tanta coisa oriunda da sua pessoa.
Às vezes penso que teria sido melhor não ter arriscado da maneira que arrisquei. Penso que teria sido melhor não ter misturado amor e amizade. Penso que nunca deveríamos ter cruzado essa linha. Penso que a culpa foi minha. Penso muito e nada me alivia. E ultimamente penso mais porque descobri que trocou definitivamente os personagens do romance. 
Penso se você é feliz. E torço, realmente, para que seja feliz. E penso, que quem sabe, quando sua vida se fizer noutra ilha eu, finalmente, consiga parar de pensar em tantos momentos  que eram seus, que eram meus, momentos nossos.
Penso demais, quando na verdade deveria era esquecer!
 
Penso que deveria esquecer que amei.

2 comentários:

  1. Poxa..li e reli seu texto e escrevi um comentário enooooorme mas por algum motivo ele não foi..então quer dizer que tudo aquilo q escrevi era balela mesmo...rs
    Mas ó te digo: deixe doer, deixe o pensar vir..pq vai chegar a hora q isso vai passar, vai sim.
    te desejo dias felizes!eles virão rápidos com o pensamento, fique atenta e verá!
    beijo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa, valeu as palavras. Mas agora me deu uma curiosidade para saber a "balela" que você havia escrita!

    ResponderExcluir

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR