quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Aqui a Justiça é ficção

Dada a minha experiência aprendi que o tal do Código de Defesa do Consumidor é uma mera ficção jurídica! Um livrinho que traz no seu corpo tudo aquilo que alguns estabelecimentos não deveriam fazer, e mesmo assim fazem, e os famosos direitos que nós como consumidor teríamos e que poucas vezes são respeitados.  
Um livro a deriva numa ilha de analfabetos!

Minha revolta e desgosto com nossa legislação vem realmente da minha experiência, pois não houve uma vez na qual evoquei alguns daqueles preceitos, que fui respeitada ou que meu problema foi solucionado.  Geralmente é desrespeito total. Fico completamente desamparada, e se quero alguma solução devo busca-la via judicial, ou através do Procon.  Onde a sensação de desamparo ao invez de desaparecer transborda.

Dependendo do valor a dor de cabeça é muita e não compensa os encargos de um processo. Tudo bem que no Juizado Especial não há necessidade de advogado, mas até a audiência ser marcada (aqui na roça leva quase um ano) mais o gasto com xerox e papelada em geral, já são razões suficientes para desestimular qualquer um. 
O Procon, mesmo que auxilie muitas pessoas e obtenha sucesso a nosso favor, tem me despertado uma grande furia, pois aqui, atende mediante distribuição de senha, e como a demanda é grande a espera também é. E isso transforma-se em mais uma razão para querer mandar tudo a merda! 
Ou seja, em ambos, alem de cultivar a raiva deve-se cultivar a paciência, e esperar, e esperar, para quem sabe daqui um ano o problema possa ser resolvido. 
Essa demora resulta numa aparente injustiça. A sensação de que não vale a pena, que as "coisas" não se resolvem. Que vivemos num pais sem lei. Que a justiça não é para todos.


Tudo porque aqui na terra Brasilis a justiça é uma ficção, que existe em pedaços entregues sempre para degustação tardia. E ai, o judiciário entrega "o direito" perecido!

4 comentários:

  1. Moça você vomitou com toda força a ira que eu e milhares de pessoas sentimos com esses desmandos.
    A justiça nada mais é que uma palavra com gosto de sonho distante por essas bandas, mas somos culpados também. Culpados pelas lamúrias que soltamos entre conversas de amigos, não boicotamos nada e estamos sempre lá, consumindo o que consome não só nosso dinheiro, mas nossa paz também.

    Até a LinuxMall?

    ResponderExcluir
  2. Recordei-me agora da minha última peça que fiz...
    CONSUMINDO 68.
    Veja o link:

    http://jovempan.uol.com.br/jp/media/online/index.php%3Fview%3D13758&page%3D4

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Uma dica, tive problemas com a telefonica, passei horas e nada de resolverem, dias e nada... escrevi para um jornal e dois dias depois me ligaram pedindo desculpas... minha conta chegou certinha e tudo foi resolvido. As vezes temos que tomar atitudes mais drasticas...rs

    Olha, tá rolando um concurso lá no merthiolate, quem escrever o melhor conto de natal vai ganhar 1000 cartões de visitas ! Passa por lá pra conferir o regulamento !

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Pois é Marcio, até ela e não uma, mas duas vezes! Claro que fui ressarcida, porem no prazo que eles determinaram.

    ResponderExcluir

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR