sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Liberdade

Liberdade. Liberdade. Liberdade.
Pode até não ser plena.
Pode ser uma condução velada. Uma construção ficcional.
Mas ainda que seja em pedaços, faço que meu espaço seja livre dentro dos seus limites invisíveis.
E isso, a liberdade aparente que adotei, tem confundido muitas cabeças. 
Cabeças que costumam ditar procedimentos, etiquetas, e que não conseguem entender a essência da liberdade. Entender que o ser é livre da exigência de padronização. 
 

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR