quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Interpretações

A conversa entre eles era tão fácil. Solta. Espontânea. Não necessitava entender as entrelinhas. Era aquilo e apenas aquilo, sem segundas interpretações.
Mas num dia qualquer o inesperado aconteceu. Daquele vocabulo neutro nasciam outras conversas e outros entendimentos. Os dialogos perderam a transparencia. E o dizer por dizer já não era mais um simples dizer. Tinha sempre reticencias no final dos paragrafos, e tudo isso porque ele se apaixonou por ela. 
E a paixão forçava uma segunda interpretação das conversas.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR