quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Sorriso solitario

Meus romances não passam de uma construção imaginaria. Historinhas medíocres que fantasio na tentativa de evitar a solidão. 
Reflito em outras faces apenas aquilo que me satisfaz. E quando, durante a revolta do espelho a verdade surge, percebo que minha luta egoísta para o final feliz é em vão. 
Não há como manter o feliz em um romance inventado. O sorriso, nesse caso, é sempre solitário.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR