segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A história do plágio

Já contei aqui que tinha um sujeito me plagiando, certo?
Pois então, depois que caiu a ficha (afinal, o conjunto conhecido como Hospício Temporário não é la essas coisas, né!?), eu refleti sobre o que iria fazer. Poderia tentar resolver diretamente com o sujeito, mas segui outro caminho, pois, como ele chupou até o post sobre o plágio, saquei que pelo tal do dialogo não chegaria a lugar algum. 
Como sigo alguns blogs fantásticos, tal como o Dicas Blogger, sabia como proceder junto ao blogger em casos como esse. Foi o que fiz, preenchi o formulário indicando os meus 30 textos copiados pelo sujeito (sim, foram 30 cópias, isso porque eu na presa esqueci de mais 3), denunciando, portanto o proprietário do blog "Meia noite e um". Aproximadamente, dentro de 15 dias, as 30 postagens foram retiradas do ar. 
Diante disso, imaginei que o individuo em questão não mais procederia com uma conduta tão execrável. Engano o meu, pois no dia 9 de janeiro, deparo-me com um texto muito, mas muito parecido com o meu do dia 16 de dezembro. Ingenuidade a minha, não? Isso, evidentemente, não pode ser outra coisa, senão uma grandessíssima coincidência, certo?
Para resumir a historia, descobri que o tal do luizinho monstro é adepto mesmo da prática do ctrl c e ctrl v, e que não encantou-se somente pelas minhas palavras doidas, mas como de outros amigos e blogs, tais como o Chickendog (no minimo 3 textos, mas tem mais), Bipolar, nós?, os macacos tomaram conta do circo, Sussurros Íntimos, Instante [Im]preciso, Cris'es. Esses, pelo menos são os quais tenho conhecimento, se há outros, não sei.
E agora eu pergunto, penso, sei lá...um cara como esse precisa do que? Pensa o que? Agi assim por que?
Se alguém souber, por favor me explica, pois acho que sou limitada demais pra desenvolver qualquer tese sobre tais comportamentos.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR