quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Transformação

A oportunidade de ter contato com diversas teorias e ideias transformam qualquer pessoa. Melhor dizendo, o conhecimento, o saber transformam qualquer um. Se é para melhor ou pior, daí depende do referencial adotado. 
Enquanto você está ali, inserido em espaços - formais ou informais - que permitem a discussão e contato com coisas novas, a dimensão de tudo o que é gerado nesses instantes e que pode vir a representar na sua vida nem é percebido. Você só percebe o tamanho da mudança quando consegue refletir sobre todo o simbólico das relações em um simples ato, talvez, de uma simples entrevista de emprego . Daí já não tem mais volta, ou é luta/resistência ou entrega, de qualquer maneira, você está transformado.    

Continue lendo >>

domingo, 19 de agosto de 2012

Reflexões

Não sei como vocês, leitores, aqui chegaram. Mesmo que as vezes o sitemeter me indique de onde.
Não sei quantos são vocês, embora o senhor feedburner me forneça números surpreendentes. 
E o mais importante: não sei quem vocês são. 
Já faz tempo que, com maior ou menor intensidade, com mais ou menos detalhes da realidade, escrevo nesse meu hospício. E confesso que vez ou outra penso nessas questões e em tantas outras. No entanto, nesse momento, por inúmeras razões, penso nas relações humanas. Minha curiosidade tem circulado alguns aspectos da humanidade e o que me é mostrado é tão triste, desrespeitoso e intolerante que pergunto:
1-Você já pensou as razões que fazem você se mover frente aos outros dessa ou daquela maneira?
2-Você percebe, de verdade, pensando de maneira crítica, se sua postura muda em relação a algum conhecido quando: descobre que essa pessoa é ateu; quando é homossexual; quando é umbandista? 
Como você encara o outro quando ele diverge de você? 



Continue lendo >>

sábado, 18 de agosto de 2012

Ousadia?

Tenho uma preguiça de pessoas que começam a falar, falar e falar sobre e como querem, mas que não aceitam argumentos válidos. Tenho mais preguiça ainda, quer dizer, tenho uma crise de riso que gera preguiça, quando essas mesmas pessoas sacam a frase "tanto faz" para fugir de um debate.
Honestamente, não sei qual é o medo em discutir determinados assuntos. Credo! Parece que em certos círculos o povo tem pavor em conversar assuntos que não sejam: 
1- novela;
2- novela; 
3- novela. 

Continue lendo >>

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Como entender?

- Então é assim que as pessoas se sentem?
- Assim como?
- Com o frio e o fogo correndo no estômago. Com esse desconforto e falta de concentração. Com esse desejo sem nome. É assim? Assim que as pessoas se sentem?
- É, é assim, mas é um pouco mais também. 
- E ainda com tanto desconforto todo mundo deseja a sensação, é isso?
- É, é isso sim. 
- ... 

Continue lendo >>

domingo, 5 de agosto de 2012

Me aventuro mais uma vez por espaços que contem pessoas tão diversas a mim. E confesso que adoro esses momentos e os percebo como instantes dotados de uma riqueza sem igual. São nesses instantes que eu saio da minha conformação diária em razão de tanta diversidade e aprendo muito. E também vejo, infelizmente, o quanto o preconceito, mesmo que velado, impede a felicidade de tanta gente. 


Continue lendo >>

sábado, 4 de agosto de 2012

Argumento dos dinossauros

Sou entusiasmada por tecnologia. Gosto, uso, fuço, indico e consumo. E diante das necessidades do mundo atual, acho um desperdício deixar alguns recursos tecnológicos pelo argumento " na minha época era assim, portanto, faremos assim".
Penso que se ao menos tentassem novos caminhos sem combater as mudanças com esse tipo de argumento, vá lá em não mudar... mas nem isso.
Cade a criatividade, né mesmo?  

Continue lendo >>

Indícios

Coração em ritmo instáveis. 
Brilho nos olhos. 
Pele quente. 
Respiração oscilando.
Dedicação exclusiva a um único ser. 
São esses os sintomas. 
Pequenos e grandes indícios do que circulam um pequeno verbo. 


Continue lendo >>

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR