quarta-feira, 1 de julho de 2009

Assim, por acaso

E de repente o coração disparou, o frio na barriga surgiu e as palavras sumiram, e tudo culpa de uma única trombada casual. 
-Oi, tudo bem? 
-Hãnhãn.
-Quanto tempo, né?
-É.
Da mesma forma inesperada que começou, também acabou. Cada um para seu caminho e pronto, com a diferença que eu seguia o meu sem fôlego e envergonhada.

Um comentário:

  1. Isso me lembra que tem gente que eu nunca gostaria de trombar por aí. E sempre acontece.

    ResponderExcluir

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR