terça-feira, 2 de março de 2010

Como ela vive

Com a mesma facilidade que entra na vida das pessoas, também desaparece. Transita por todos sem mascaras e fantasias, vivendo como julga ser o seu correto. Nunca desperta emoções e nem saudades. Não faz planos, não se arrepende, e sempre segue em frente. E, talvez por isso mesmo, transformou-se em um ser absolutamente insignificante e invisível. Vive entre todos, mas se faz ausente, tal como um fantasma, e nem se importa. 

Um comentário:

  1. É como se nem houvesse um dia existido...
    Mas qual é a relevância de algumas marcas?

    ResponderExcluir

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR