sábado, 9 de fevereiro de 2008

Numa das nossas conversas

Andávamos lado a lado.

Você me dizendo da sua viagem, que logo iria fazer intercâmbio, passaria um ano fora, que você não via a hora disso acontecer, etc.

E eu ao seu lado apenas ouvindo... Pensando que quando você voltasse veria tudo de forma diferente, incluindo eu. Pensei que você ma acharia uma caipira, que você estaria mais distante ainda de mim... Me deu um medo, um frio na barriga, uma sensação de vazio. E foi ai que te perguntei:


- Quando você voltar o que você gostaria de encontrar?


Percebi que você pensou um pouquinho e respondeu:

- Acho que minha casa, meus amigos, você. Acho que as coisas não mudarão muito. Acho que alguns amigos não estarão mais aqui, já vão estar na faculdade. Você, também, acho que não vai estar mais aqui, acho que nem mais minha amiga você vai querer ser. Mas eu vou voltar e encontrar novas pessoas. Vou começar a facul... Sei lá, eu quero ir, mas não quero que muita coisa mude quando voltar...

E sorrindo. Com aquele seu sorriso acanhado você completou: Quando eu voltar eu te conto o que gostaria de encontrar. Mas tenho a impressão que serão inúmeras possibilidades, infinitas realidades que iremos compartilhar.


E foi assim que eu fiquei com mais medo de te perder. Foi assim que fiquei mais apaixonada do que já estava.


Torci pra você mudar de idéia e ficar mais um pouquinho.

E você ficou, mas nossa vida estava seguindo rumos diferentes... Só mais alguns anos e estaríamos definitivamente separados.


Se eu soubesse tentaria prolongar mais nossa amizade, teria arriscado menos. Mas não sabia que iríamos mudar tanto...


Às vezes dá uma saudade gigante das nossas conversas...

Uma saudades daquela época em que as possibilidades eram sonhos.

Saudades daquela vida simples, perfeita, complicada que todo adolescente tem.


Se eu soubesse que a vida mudaria tanto eu teria preservado melhor meus amigos e meus sentimentos.

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR