terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Traição

Confiar.

Acreditar.

Entregar-se.

Derrubar a barreira.

Deixar os defeitos expostos.

Permitir o julgamento.

Não é fácil mostrar-se completamente a outra pessoa.

É sinal de muita confiança. E isso leva tempo, às vezes muito tempo.

É através de uma rotina diária, de uma convivência cotidiana que começamos a nos abrir e permitir que entrem em nosso mundo.

Entre os dias nasce a amizade. A consideração e o respeito.

Mas de repente, eis que vem ela, a maldita e malfadada traição.

Um gosto amargo chega à boca. O estomago se resfria. E aquele amigo que amávamos torna-se o maior dissabor da vida.

Aquela pergunta: como puder confiar nele. Ficará tatuada na mente.

E nosso amor sofre mutação. Vai ao ódio.

A consideração tornasse desprezo.

E mais um desafeto nasce entre nossas amizades.

A magoa depois de instalada no coração ergue uma blindagem especial.

Depois que se é alvo de uma traição a carcaça se faz indestrutível. Cria barreira na confiança.

As amizades depois da traição nascerão com uma desconfiança eterna. Sempre esperando a chegada dela.


0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR