segunda-feira, 2 de junho de 2008

Ou quando o tempo

Tiveram apenas duas horas para recuperarem uma vida de separação.

Sem palavras. Através do toque. Dançando um dialogo perfeito.

Vencido o tempo, o querer ficar pulsava entre os dois, porem, o partir, a única realidade, transformou toda aquela união em mais uma lembrança daquela historia.

-Fica!

-Não posso.

E com uma despedida carregada de “e se”, dividiam a esperança de, quem sabe, mais umas duas horas, quando conseguissem desfazer seus compromissos. Ou quando o tempo sobrasse.


0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR