quinta-feira, 20 de março de 2008

Queria que você estivesse aqui

Ele torcia para que o celular dela estivesse ligado. Procurou um lugar menos agitado naquela casa noturna e tentando abafar o som, ficou esperando que ela atendesse.

Um toque. Dois. Três. Quatro.

-Alô?

-Paty! Queria que você estivesse aqui! To sentindo falta do seu cheiro.

-Sei. Cheira a Cintia. Tenho certeza que ela deve estar por perto.

-Deixa de ser maldosa. Falo serio, queria que você estivesse aqui comigo!

-Claro! Foi por isso que você não me convidou?! É tanto o seu desejo que você se esqueceu!?

-Pará! Pensei que não precisasse de convite. E verdade, queria você comigo essa noite. Queria mesmo.

-Tá...

-Vem pra cá, ainda dá tempo. Tá cedo.

-Não posso. Já estou em outro lugar.

-Onde? Tá com quem?

-Naquele barzinho, lembra?

-Lembro. Se lembro. E quem está ai?

-Não se preocupe, estou em boa companhia, como você.

-Quem?Não faz isso comigo. Não me maltrata, fala logo.

-É só o resto da turma que não está ai com você. Não se preocupe, como já disse, estou bem acompanhada.

-Tá. Mas estou sentindo sua falta. E a Cintia não é você, portanto não pense besteira. Não fiz e nem farei nada.

-Se você diz... Vou desligar. To bebendo uma cerveja geladinha e não quero mais conversa com você.

-Alô! Alô?

Ele sempre ficou louco quando ela fingia não se importar. Ele sempre ficou louco quando ela era econômica com as palavras. Ele era louco por ela, e ficava louco por ela nem notar.

Seria muito pedir que ela acreditasse o quanto ele sentia falta? Seria pedir muito que ela o escutasse?

O resto da noite acabou para ele. Custava ela dizer se o maldito Junior estava lá? E se eles voltassem? E se ela se esquecesse dele?

- Mais uma cerveja.

Era melhor beber do que pensar nas inúmeras possibilidades.

Um comentário:

  1. Uma cena, personagens com nomes diferentes... mas tudo faz tanto sentido, que me pergunto se não serão as histórias humanas uma sucessão de encontros e desencontros que se esbarram por aí...
    Vou importar a tua cena para o meu blog (com as devidas referências e créditos, é claro)... porque afinal... tudo faz tanto sentido...

    Boa sorte!
    morrendodeamor.blogspot.com

    ResponderExcluir

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR